Internet banda larga no Brasil fica abaixo do contratado em 73% dos casos

04/03/2015 09:23
Dados são de novo levantamento da PROTESTE, que promete ajudar os consumidores a buscarem os seus direitos junto às empresas provedoras de acesso.
 

A velocidade de Internet banda larga fixa dos brasileiros fica abaixo do mínimo contratado em nada menos que 73% dos casos, segundo novos testes da PROTESTE.

De acordo o levantamento da Associação de Consumidores, em apenas 27% das medições foram cumpridos os parâmetros mínimos de qualidades estabelecidos pela Anatel.

Pelo regulamento da Agência Nacional de Telecomunicações,a taxa de transmissão instantânea deve ser de 40% da velocidade contratada em 95% dos acessos, enquanto que a chamada taxa de transmissão média deve corresponder a 80% do contratado – ou seja, deve ser o resultado de todas as medições realizadas em um mês.

Como funciona

O teste da PROTESTE leva em conta um total de 1448 medições feitas em testes, com uma amostra de consumidores de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Os testes podem ser feitos pelo site Teste Minha Internet (www.testeminhainternet.com.br), em que o usuário é estimulado a fazer medições ao longo de um mês. Nos casos em que forem constatados descumprimentos ao contrato, a PROTESTE ajuda o consumidor a buscar os seus direitos.

proteste2015.png

 

Fonte:IDGNOW

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!