Museus querem proibir o uso de 'paus de selfie'

09/03/2015 12:01

 Share  

Mesmo contendo fãs como Boris Johnson e Barack Obama, os famosos “paus de selfie” não agradam aos museus franceses. Os guardas do Palácio de Versalhes começaram a pedir que os visitantes não usem o acessório para tirar selfies, pois alegam que pode afetar espelhos, mobiliário e obras.

Um pedido formal de proibição deve ser lançado nas próximas semanas, segundo oTelegraph.

Além de Versalhes, o Pompidou Centre, de arte moderna, também caminha para uma proibição do uso dos “paus de selfie” segundo um porta-voz. Apesar de ainda não vetar, um porta-voz do Louvre disse que os usuários devem seguir as regras e não apontar qualquer objeto para as obras de arte.

É comum encontrar pessoas utilizando o acessório, principalmente em excursões. Os “paus de selfie” já são proibidos em alguns locais como no estádio White Hart Lane e na O2 em Londres, para evitar o bloqueio de visão dos espectadores e que o acessório seja usado como arma. Processos de proibições também estão entrando em vigor no Wembley Arena e no Smithsonian de Washington.

Na Coreia do Sul, o uso ou a venda de “paus de selfie” ilegal e sem registro pode acarretar em multa equivalente a R$ 79,6 mil - a justificativa é que a tecnologia Bluetooth poderia interferir nos sinais de telecomunicações.

 

Fonte:Olhardigital

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!