BNDES enquadra fibra óptica no Finame

23/03/2014 17:08

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) enquadrou nessa semana a fibra óptica no Finame, linha de crédito do banco. 

Artur Coimbra. Foto: Herivelto Batista / Minicom.

Com isso, o Ministério das Comunicações (Minicom) acredita que os pequenos e médios provedores de internet no Brasil deverão investir até R$ 3 bilhões nesse tipo de rede durante o ano de 2014.

O valor representa o triplo das aplicações do ano anterior, quando a soma foi de R$ 1 bilhão. 

Para Artur Coimbra, diretor de Banda Larga do Minicom, os pequenos e médios provedores serão os maiores beneficiados por atuarem em locais menos atrativos para as grandes empresas e pela necessidade de trocar a tecnologia de rádio por uma mais moderna e durável. 

"O usuário que reside no interior vai ter acesso a uma infraestrutura do mesmo porte da que se tem nos grandes centros", observa.

Os juros para esse tipo de financiamento são de 4% para produtos com tecnologia nacional com pagamento em 96 meses. Para tecnologia importada e produção nacional, os juros são de 4,5% com prazo para quitação em 60 meses. 

Tais recursos podem ser adquiridos com agentes financeiros do BNDES, pois o banco financia diretamente apenas operações superiores a R$ 20 milhões. A exceção é apenas para o programa de inovação e de software que é acima de R$ 1 milhão. 

Fibracem, Furukawa e Prysmian são os fornecedores de cabos ópticos que já se credenciaram na instituição financeira.  

Essa tecnologia é responsável por 20% do valor final de um projeto de banda larga para residências, por isso erm reivindicadas pelos provedores opções para financiamento e condições de pagamento.

 

Fonte:BagueteTI

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!