Canal de vídeo do RNP ultrapassou 50 mil acessos em dezembro

15/04/2014 08:12

Plataforma apoia EAD e integra vídeo sob demanda.

Depois de iniciar a um processo de reformulação em 2012, o portal Vídeo@RNP constatou crescimento em números de acessos no final do ano passado. A plataforma, disponibilizada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), integra serviços como vídeo sob demanda, transmissão de sinal de TV e transmissão de vídeo ao vivo, um dos objetivos é apoiar o Ensino à Distância.

RNP e Capes conectam comunidade científica por WiFi

Desde que entrou em funcionamento, em julho de 2013, o número de acessos aumentou 560%, segundo a instituição, que destacou que no mês de dezembro, a plataforma registrou 50 mil visitantes. “Devido a sua nova interface e aos novos recursos, como a indexação do conteúdo de outros portais, como o Zappiens.br e o IPTV USP, além da integração com redes sociais, o interesse do público pelos vídeos disponíveis no portal estão em ascensão”, justifica o gerente de serviços, Jean Faustino.

Baseado em interações com clientes e na prospecção feita no mercado e em fóruns, a RNP planejou atualizar o portal, que, até junho de 2013, era acessado a partir de uma versão experimental. Há dois anos, desde o início do desenvolvimento da nova versão da plataforma, o projeto começou a se tornar realidade.

Atividades

As atividades de desenvolvimento das novas funcionalidades e melhorias na infraestrutura de administração e operação foram realizadas ao longo de 2012, e o projeto de atualização, retomado em maio de 2013. Após dois meses de trabalho, o novo Vídeo@RNP estava em funcionamento.

Um dos serviços disponíveis é o vídeo sob demanda, que tem como intuito ser um repositório de vídeos com conteúdo relacionado às atividades fins das organizações usuárias da RNP: ensino, pesquisa, saúde e cultura.

O diretor de gestão de TI do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Jhordano Malacarne Bravim, afirma que o serviço é usado para ensino à distância da instituição desde 2013, e as videoaulas produzidas pelo campus Porto Velho Zona Norte, em um estúdio próprio do IFRO. “Atualmente metade dos 52 municípios de Rondônia conta com polos da EAD. Ao todo, o IFRO possui oito campus, 24 polos e a Reitoria”, completa.

Outra entidade usuária do Vídeo@RNP é o Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST), no Rio de Janeiro. “Somos pioneiros na utilização do serviço de Vídeo Sob Demanda da RNP. Como nosso objetivo é disponibilizar toda a programação do MAST, atualizamos o material semanalmente”, explica Alberto Wester, responsável pelas novas tecnologias ligadas à RNP no museu.

 

Fonte:ipnews


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!