Celulares roubados ou perdidos podem ser bloqueados

03/06/2015 12:51

Com um código específico do aparelho, uma espécie de chassi, cliente pode solicitar o serviço à sua operadora.

Desde 2000, as operadoras de telefonia móvel mantêm um cadastro de aparelhos bloqueados por roubo, furto ou extravio. Chamado de Cadastro de Estações Móveis Impedidas (CEMI), esse banco de dados permite que os proprietários de celulares possam bloquear a linha e o aparelho.

Para bloquear o celular, é necessário saber o número de série do aparelho, o IMEI (Identificação Internacional de Equipamento Móvel), que é como se fosse o chassi do carro, identificando o celular quando ele está usando a rede de telefonia móvel. Digitando *#06# pelo próprio aparelho, o código aparecerá, devendo ser anotado e guardado.

Com esse número, o usuário que tiver seu celular roubado ou perdido pode ligar para a sua operadora e solicitar o bloqueio da linha e do aparelho. A linha pode ser bloqueada com a identificação do proprietário, mas o celular só poderá ser bloqueado informando o IMEI.

Para o atendimento dos usuários, as prestadoras solicitarão os dados pessoais de identificação, como RG, CPF, endereço e outras informações de segurança. As operadoras também orientam o usuário a fazer o Boletim de Ocorrência (BO) na Polícia Civil. O desbloqueio pode ser solicitado caso o cliente deseje, sempre com a identificação do usuário e o IMEI do aparelho.

Os números de celulares extraviados, perdidos ou roubados vão para o CEMI e, atualmente, há cerca de 5,1 milhões de aparelhos registrados nesse cadastro. No Brasil, há 283 milhões de celulares em operação.

 

Fonte:Ipnews


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!