Cibercrime tem empresas de mídia como alvo, diz Google

31/03/2014 23:30

Em comparação com outras indústrias, organizações não têm se preparado.

Uma pesquisa conduzida por Shane Huntley e Morgan Marquis-Boire, engenheiros de segurança do Google, que analisaram 25 dos maiores ataques a organizações de mídia, concluíram que os hackers trabalham para governos.

Você já foi vítima de crime virtual?

Os ataques foram direcionados a grandes, pequenas corporações e até jornalistas independentes e blogueiros, inclusive no Morrocos e Etiópia. Segundo Maruquis-Boires, as empresas que lidam com informações não têm se preocupado tanto com a segurança das informações quantas outras indústrias. “Muitas organizações jornalísticas estão apenas começando a acordar para isso", disse.

Os pesquisadores não entraram em detalhes sobre como o Google monitora os ataques, mas citaram que a companhia "rastreia os agentes estatais que atacam nossos usuários". Os destinatários de e-mails de ataque do Gmail normalmente recebem uma mensagem de alerta.

Muitos jornalistas estão agora adotando ações individuais para proteger seus computadores e contas de e-mail, segundo Marquis-Boire. "Se você é um jornalista ou uma organização jornalística, veremos uma escolha de alvo com apoio de um Estado e vemos isso acontecer independentemente da região, vemos isso no mundo inteiro, tanto de onde os alvos estão como de onde eles vêm", disse Huntley.

A pesquisa deles foi apresentada na conferência de hackers Black Hat em Cingapura, na sexta-feira (27).

 

Fonte:ipnews


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!