Desonerações beneficiam projetos de ampliação de redes no Norte e Nordeste

21/03/2014 12:00

Construção de redes ópticas atenderá 17 cidades do Amazonas, Amapá, Pará e Ceará.

Criado pelo governo para massificar a banda larga, a partir de desonerações para projetos e equipamentos de telecom, o REPNBL (Regime Especial de Tributação do Programa Nacional de Banda Larga) aprovou sete novos projetos na quarta-feira (19), que somam R$ 1,8 bilhão em investimentos.

MCTI analisa proposta de mudança no REPNBL

Boa parte dos projetos são voltados para construção de redes e de acesso óptico. Segundo José Gontijo, diretor de Indústria, Ciência e Tecnologia do Ministério das Comunicações, 55 municípios serão atendidos  e 17 cidades ficam no Amazonas, Amapá, Pará e Ceará. "Com esses projetos, 41,5 milhões de pessoas vão ser beneficiadas e a gente espera que esse número aumente ainda mais nos próximos meses".

Desde o início do programa, 48 projetos foram aprovados, e os investimentos aprovados ultrapassaram R$ 2 bilhões.

As empresas têm até o dia 30 de junho para enviar propostas, e não há limite de valores a serem investidos, mas o projeto deve estar de acordo com a proposta do programa. O REPNBL concede desoneração de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), PIS (Programa de Integração Social) e da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social).

 

Fonte:ipnews


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!