Estudo diz que "convivência" entre LTE e TV Digital é possível

09/05/2014 09:14

Porém, indica a necessidade de aplicação de técnicas de mitigação, explica diretor da Abinee.

 

Em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira, 7, a ABINEE, entidade que representa os fabricantes de equipamentos de telecomunicações, apresentou os resultados dos testes de convivência entre o Sistema de banda larga móvel (LTE) e o Sistema de TV Digital. Segundo o diretor do grupo setorial de telecomunicações da Abinee, Luciano Cardim, os testes foram realizados pelo CETUC/PUC-RJ, a partir da preocupação da indústria sobre possíveis interferências entre os dois Sistemas.

700MHz: para SET, testes não garantem ausência de interferências

“Os estudos apontaram que, mesmo nas eventuais situações desfavoráveis, a convivência entre os dois sistemas é sempre possível, desde que aplicadas técnicas de mitigação”, disse Cardim.

Para Wilson Cardoso, membro do grupo setorial, os testes demonstraram, também, que as interferências da TV Digital no Sistema LTE não foram suficientes para afetar a disponibilidade de banda larga móvel aos usuários. Ele destacou que as avaliações realizadas pelo CETUC foram feitas com equipamentos comerciais – ERBs, televisores, celulares e chips – aderentes aos padrões de cada tecnologia em condições de uso. “Após os resultados obtidos em laboratório e também em campo, podemos afirmar que agora temos parâmetros reais para avaliar a convivência dos sistemas.

Se tivéssemos usado somente os padrões teóricos, teríamos incorrido nos mesmos erros do Japão e da Inglaterra”, afirmou Cardoso. O professor Carlos Rodriguez, pesquisador do CETUC/PUC-RJ, que conduziu os testes contratados pela Abinee, afirmou que é perfeitamente possível a convivência entre os dois Sistemas, mesmo em situações extremas, como foi verificado no estudo feito em Aparecida/SP, utilizando o sistema comercial de TV digital, da emissora local.

Segundo ele, também foram desenvolvidas avaliações em sistema não comercial com montagem de gerador e amplificador para TV Digital no campus do Inmetro, em Xerém/RJ. “As situações práticas em campo apresentaram melhor desempenho que as avaliações teóricas e laboratoriais, o que reforça a possibilidade de convivência entre os sistemas. As interferências identificadas são perfeitamente mitigáveis”, disse o professor Carlos Rodriguez.

Com base nos resultados alcançados, Luciano Cardim ressaltou que Abinee reitera o apoio à realização do leilão de 700 MHz de acordo com o cronograma da Anatel, previsto para agosto de 2014. “Entendemos que devem ser priorizados os investimentos e a melhoria da qualidade da rede móvel, bem como a disponibilização de todo o espectro de 45+45 MHz para a banda larga móvel”, concluiu o diretor da Abinee.

Os testes, patrocinados pelas Alcatel-Lucent, Motorola Solutions, Nokia e Qualcomm, foram entregues pela Abinee à Anatel, que deverá agregá-los aos seus estudos com vistas à realização do leilão da faixa de 700 MHz.

 

Fonte:ipnews


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!