Executivo da Apple explica o que Jobs quis dizer com "roubar ideias"

29/01/2014 08:51

Phil Schiller, vice-presidente de Marketing da Apple, corrigiu nesta terça-feira o que considera ser um erro histórico de interpretação. Segundo ele, Steve Jobs foi mal compreendido quando parafraseou, em 1996, o pintor Pablo Picasso para comentar a apropriação de invenções que dão certo. "Bons artistas copiam ideias; os ótimos, roubam - e nós não temos tido vergonha de roubar grandes ideias", disse o ex-líder da Apple.
 
"Acho que ele foi mal compreendido. Nós conversamos sobre isso na época e acho que copiar, neste caso, significa fazer a mesma coisa", disse Schiller durante um evento. "Ele [Steve Jobs] quis dizer que você precisa aprender com o passado, assim como os artistas fazem, descobrir o que você gosta e depois incorporar à sua ideia para transformar em algo novo (...) Todos nós aprendemos com a nossa indústria", completou.

Mesmo sendo adepto da teoria, Jobs não poupou esforços para travar batalha com o Google por causa do Android, acreditando que o sistema operacional não é legítimo. Em sua biografia escrita por Walter Isaacson, o capítulo é descrito assim: "Gastarei meu último suspiro e cada centavo dos US$ 40 bilhões da Apple para corrigir este erro. Vou destruir o Android porque se trata de um produto roubado", teria dito Jobs.

Brigas por patentes e acusações públicas de plágio não são raridade no endinheirado setor da tecnologia. Se hoje a maior disputa envolve Apple e Samsung, que há mais de um ano discutem nos tribunais de dezenas de países, nas décadas atrás os protagonistas foram outros, como Microsoft e HP. 

Via: Cnet


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!