Operadoras culpam problemas de infraestrutura por falhas na telefonia móvel

24/05/2014 17:19

Presidentes das telefônicas citaram a necessidade de implantar mais antenas.

As dificuldades de infraestrutura foram a principal justificativa das companhias de telecomunicações para explicar falhas nos serviços de telefonia móvel, em audiência pública realizada por três comissões do Senado. A baixa qualidade da internet nos celulares, preocupação agravada pela proximidade da Copa do Mundo, levou os senadores a insistir na participação dos próprios presidentes das quatro maiores empresas do setor.

Operadoras terão novas obrigações em agosto, diz Anatel

Diante das críticas de senadores, que reclamaram de erros nas ligações e de áreas sem cobertura, os presidentes das operadoras mencionaram a necessidade de implantar infraestrutura, especialmente mais antenas, o que seria prejudicado pela legislação e pela demora dos licenciamentos ambientais.

Segundo o presidente do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia (SindiTelebrasil), Eduardo Levy, apesar disso, as empresas têm cumprido e até excedido as metas da Anatel para a instalação de antenas de internet 3G e 4G.

“O que faz com que o celular possa funcionar bem são antenas. Se não houver antenas em profusão no país, nós temos dificuldades de fazer com que, no deslocamento, as chamadas permaneçam em pé” afirma Levy.

Os empresários salientaram a importância de sancionar o projeto da Lei Geral das Antenas (PLS 293/2012), aprovado no início de 2013 no Senado e que, por ter sofrido alterações na Câmara, deve voltar a ser examinado pelos senadores. A proposta cria normas gerais para acelerar a instalação de antenas no país.

 

Fonte:ipnews


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!