Os hackers atacam por onde você menos espera

21/08/2018 08:52

Muitas companhias estão vulneráveis a ataques não apenas pelo servidor, mas por meio de qualquer dispositivo conectado à rede Wi-Fi

 

Foto: Shutterstock
 
 
 
 
 

 

Ultimamente, temos presenciado diversos ataques de hackers que fazem das empresas suas reféns. De acordo com um levantamento da Norton, realizado em 2016, os prejuízos com cibercrimes chegaram a mais de US$10,3 bilhões no Brasil e US$125,9 bilhões no mundo. Mas como que esses criminosos conseguem chegar até as empresas? Por qualquer dispositivo conectado à internet, simples assim. Muitas companhias estão vulneráveis a invasões de cibercriminosos não apenas pelo servidor, mas por meio de qualquer dispositivo conectado à rede Wi-Fi, como um computador de um funcionário e, por que não, uma impressora com conexão sem fio.

 

 

Para evitar esse tipo de ataque, as empresas instalam softwares nos computadores que protegem o sistema, porém, caso um desses programas esteja desatualizado, o sistema fica vulnerável. Portanto, o ideal é investir também na segurança do hardware, buscando soluções que protejam todas as informações ao menor sinal de risco. Isso também cabe às impressoras, uma vez que grande parte dos documentos importantes e sigilosos salvos em um computador passam por ela. Sendo assim, o hacker pode roubar dados de documentos impressos ou digitalizados, além de utilizá-la como porta de entrada para o servidor da companhia.

 

 

 

 

Como se proteger de ciberataques

 

 

Atualmente existem tecnologias que protegem as impressoras de qualquer tipo de ataque, como o HP Whitelisting, que bloqueia aplicativos maliciosos ou não assinados pela HP a serem executados na impressora. Um primeiro passo é colocar uma senha administrativa no dispositivo, outra forma é fazer com que o usuário coloque a senha diretamente na impressora para poder liberar a impressão do documento, assim evita-se que outras pessoas leiam qualquer informação confidencial quando o dono do documento não estiver por perto.

 

 

Contra o ataque do hacker via rede, a solução é bloquear diretamente na BIOs da impressora ou computador. Ou seja, o hardware possui uma tecnologia que realiza uma varredura para identificar malwares enquanto o equipamento é inicializado. Além disso, existem ferramentas que ajudam a detectar ameaças em tempo real, realizando um monitoramento automatizado e validação de software embarcado.

 

 

Para alertar as empresas dos reais riscos que as companhias estão vulneráveis, a HP Studios desenvolveu as webséries “The Wolf”, estrelada por Christian Slater, do seriado Mr. Robot, e “The Fixer”, estrelada por Jonathan Banks, de Breaking Bad. As séries mostram exemplos práticos de como uma empresa e um hospital sofreram ataques cibernéticos. Mas não se engane: não é só na ficção que isso acontece, pode já estar ocorrendo na sua empresa, neste momento.

 

 

 

Fonte:Computerworld

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!