Qualcomm revela chip que poderá ser aplicado na mineração de dados

13/10/2015 10:06
Companhia revelou protótipo que usa arquitetura ARM, que deve desafiar data centers devido as suas características de baixa energia
 

A Qualcomm revelou seus planos de entrar no mercado de CPU com um processador personalizado baseado no design de uma companhia de chips com tecnologia ARM, do Reino Unido. 

Dessa forma, a Qualcomm se torna a mais recente fabricante a desenvolver um chip usando arquitetura ARM, que é amplamente usada em smartphones e tablets. Alguns acreditam que a tecnologia ARM consegue desafiar data centers devido as suas características de baixa energia. 

A empresa de tecnologia tem como alvo clientes grandes, como o Facebook e Google, assim como provedoras de serviços e outras grandes empresas. 

Segundo a Qualcomm, o chip será adequado para trabalhos na nuvem, incluindo a mineração pesada de dados, aprendizado de máquina, Infraestrutura como Serviço e plataforma como ofertas de serviço. 

Recentemente, em San Francisco, a Qualcomm demonstrou um chip de pré-produção. Trata-se de um system-on-chip, diferente de seu processador Snapdragon, que integra PCIe, armazenamento e outros recursos. A versão inicial tem 24 núcleos, embora a parte final terá mais, disse Anand Chandrasekher, vice-presidente sênior da Qualcomm. 

Agora, a empresa está enviando para teste a tecnologia para grandes clientes, disse o executivo, embora ter se recusado a nomeá-los. Ele também não disse quando um produto estará disponível comercialmente, mas que Qualcomm fornecerá uma atualização sobre o assunto durante o próximo ano. Ainda assim, a empresa tem trabalhado na tecnologia por dois anos e demonstrou na última quinta-feira uma versão do Linux, com o hypervisor KVM, streaming de vídeo HD a um PC. 

"Acreditamos que isso vai permitir que o mercado, que hoje é totalmente controlado por um player, se diversificar e ter um desempenho melhorado", disse o CEO da Xilinx Moshe Gavrielov, referindo-se a Intel. 

Com o recente passo, a Qualcomm se junta a uma longa lista de empresas voltadas para o mesmo espaço. AMD, Cavium, AppliedMicro, Marvell e Broadcom já têm processadores para servidores ARM no mercado. 

Mas vale ressaltar que a Qualcomm é um player de peso, graças em grande parte ao seu negócio de smartphones, e parece estar disposta a investir pesadamente. 

"Sabemos que isso é um investimento a longo prazo que vai levar vários anos", disse Derek Aberle, presidente da Qualcomm. 

É ainda cedo para chips ARM em servidores, mas parece que a Qualcomm não corre o risco de ser deixada para trás. Algumas grandes empresas têm acelerado com servidores ARM, incluindo PayPal e Baidu, mas o mercado ainda está globalmente em fase de testes, disse Patrick Moorhead, analista líder no Moor Insights & Strategy.

 

Fonte:IDGNOW

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!