Redes abertas precisam de maior colaboração

21/10/2015 22:47

Opinião é de Chris Talbot, editor do site Fierce Enterprise Communications, que diz ser necessário criar um padrão para soluções desse tipo.

Segundo o especialista, o número de projetos de redes de código aberto aumentou consideravelmente nos últimos dois anos, porém, ainda sem um padrão de implantação. Mas Talbot considera que o cenário está sofrendo mudanças. Na semana passada, o Onos ON.Lab, projeto de redes SDN, foi integrado à Fundação Linux, se juntando a diversos programas de código aberto, como OpenDaylight e OPNFV.

“De certo modo, os projetos competem entre si na esperança de criar um conceito padrão de rede aberta, mas ainda é cedo para saber se ele vai surgir”, avalia o especialista. “Será interessante observar o que acontecerá à medida que cada projeto ganhar seus seguidores nos próximos anos.”

Nella Jacques, diretor executivo da OpeDaylight, analisa que a adição do Onos ao Linux é bom para o mercado global. Segundo ele, a mudança para as redes de próxima geração está apenas começando, embora ainda existam muitos desafios pela frente. Para tanto, o executivo acredita ser necessário tornar as redes mais abertas e operáveis para os usuários.

As 10 principais tendências tecnológicas para 2016, segundo o Gartner

Talbot concorda com Jacques e, apesar dos projetos competirem em alguns aspectos, uma maior colaboração poderia fazer com que mais organizações utilizem ambas as soluções. Ele cita como exemplo a AT&T, empresa que faz uso do OpenDaylight e do Onos. “Uma melhor colaboração pode resultar em ainda mais organizações se voltando para tecnologias de rede de aberta”, diz Talbot.

 

Fonte:Ipnews


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!