Redes de Furnas levarão banda larga popular a 53 municípios de Minas e Espírito Santo

14/05/2014 08:17

Acordo viabiliza a instalação de cabos de fibra óptica nas redes de transmissão de energia.

Furnas e Telebras firmaram, nesta segunda-feira, 12, no Rio de Janeiro, acordo para compartilhamento de infraestrutura de transmissão de energia. A medida vai permitir o lançamento de cabos de fibra óptica para massificação do acesso à internet em banda larga popular. A ação vai beneficiar mais de 2 milhões de pessoas em 53 municípios do interior de Minas Gerais e Espírito Santo, por meio de 56 provedores locais de internet.

Desonerações beneficiam projetos de ampliação de redes no Norte e Nordeste

A parceria vai viabilizar o lançamento de 418 km de cabos aéreos de fibra óptica imunes a campos eletromagnéticos nas linhas de transmissão Padre Fialho–Vitória e Pimenta–Barreiro, de propriedade de Furnas e localizadas no interior dos dois Estados.

O lançamento dos cabos de fibra óptica nas linhas de transmissão de Furnas vai reforçar também o sistema de telecomunicações da empresa, para atender às necessidades de operação do sistema de transmissão, principalmente na subestação Vitória, de propriedade de Furnas no Espírito Santo, e na subestação Barreiro, de propriedade da Cemig em Minas Gerais.

PNBL

O contrato permite à Telebras cumprir os objetivos do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), provendo infraestrutura de rede de telecomunicações para a massificação do acesso à internet em banda larga no País, principalmente nas regiões mais carentes da tecnologia.

Cerca de 4.600 municípios de todas as regiões brasileiras já estão interligados pelo PNBL. Considerando apenas as redes da Telebras, a malha chega a 28,5 mil km de cabos de fibra óptica. A meta do Ministério das Comunicações é chegar a 40 milhões de domicílios conectados à internet no final de 2014.

O PNBL foi criado pelo decreto nº 7.175, de 12 de maio de 2010. O objetivo do Programa é expandir a infraestrutura e os serviços de telecomunicações, promovendo o acesso pela população e buscando as melhores condições de preço, cobertura e qualidade. A meta é proporcionar o acesso à banda larga a 40 milhões de domicílios brasileiros até 2014 à velocidade de no mínimo 1 Mbps.

 

Fonte:Ipnews


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!