Santa Casa de Misericórdia disponibilizará prontuários online

01/04/2014 00:40

Grupo adotou infraestrutura de TI da Oracle para melhorar processos de gestão.

A Santa Casa de Misericórdia de São Paulo renovou a infraestrutura de TI com a solução Exadata Database Machine X3-R2, da Oracle, para rodar a solução de gestão hospitalar, que permite processar um sistema de missão crítica e melhorar os processos administrativos, financeiros, de controle de estoques e atendimento aos pacientes.

Adquirida no modelo IaaS (infraestrutura como serviço) para compor a nuvem privada da Santa Casa, de São Paulo, a aquisição permitirá à instituição disponibilizar aos pacientes prontuários eletrônicos on-line.

Luís Carlos Suart Júnior, diretor de Tecnologia da Informação da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, conta que os sistemas precisam estar disponíveis 24x7, inclusive a ferramenta de missão crítica. “Não existe hora para ficar doente. O Oracle Exadata se mostrou 100% compatível com este sistema de gestão hospitalar, o que facilitou o processo de implementação, realizado em cinco meses, sem nenhuma interrupção de funcionamento e com ganhos significativos de produtividade e agilidade dos sistemas”.

Em setembro do ano passado, o parceiro Sphere implementou a solução em um dos hospitais do grupo, em Santa Isabel, e três pronto-socorros, que compõem o programa SOS Emergência do Ministério da Saúde. São processados no Exadata os dados do sistema de gestão MV e a ferramenta de folha de pagamentos.

Segundo a instituição, os benefícios nos dois meses de implantação são a alta disponibilidade, agilidade e segurança, mesmo com o processamento de um alto volume de dados e de folhas de pagamento das 39 unidades (18 mil funcionários) em 20 minutos, e apenas 10% da capacidade do equipamento é utilizada.

A disponibilidade on-line do prontuário eletrônico, com o histórico dos pacientes será outro benefício. A previsão é de que em quatro anos, o sistema rode o MV integrado nas 39 unidades, que será acessado por 12 mil usuários.

“Este equipamento executa todos os tipos de cargas de trabalho do banco de dados, inclusive Online Transaction Processing (OLTP), Data Warehousing (DW) e consolidação de cargas de trabalho mistas, tendo uma implementação rápida e relativamente simples. Isto é essencial para simplificar e tornar mais robustas as infraestruturas de TI das empresas”, explica Fabiano Matos, vice-presidente de vendas de sistemas da Oracle do Brasil.

 

Fonte:ipnews


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!