Serviço de músicas de Kim Dotcom deve "sequestrar" publicidade de sites

22/11/2013 09:51
 

Kim Dotcom, fundador do Megaupload e do Mega, já havia explicado que tem planos de lançar seu serviço de streaming e compra de músicas e agora deu detalhes de como ele irá funcionar. Ele deverá ter uma alternativa gratuita que gerará receitas com publicidade, "sequestrando" os banners de outros sites.

Para isso, o usuário deverá instalar um plug-in no seu navegador. Assim, em vez da publicidade comum que você encontra no dia-a-dia, você verá imagens dos anunciantes do Baboom e o dinheiro gerado pelos anúncios será direcionado para o serviço de música.

Há, no entanto, algumas questões sobre o funcionamento disso. A primeira é como esse plug-in irá funcionar de fato, se funcionará como malware para espionar o usuário. Além disso, ainda não se sabe como ele funcionará com o Adblock, cada vez mais popular.

A principal questão, no entanto, é sobre a remuneração dos sites cuja publicidade for "sequestrada". Muitas páginas na internet dependem dos anúncios para se manterem online e a utilização de um plug-in destes deverá bloquear a arrecadação destas páginas, o que pode ocasionar o fechamento de muitos sites. A tendência é que empresas tradicionais no ramo de publicidade como o Google e páginas da web se posicionem contra o projeto.

O plugin deverá gerar crédito para o usuário comprar as músicas do serviço. Segundo Dotcom, usuários comuns poderiam ganhar até 10 álbuns por ano com os hábitos de navegação.

O Baboom deve ser demonstrado inicialmente em janeiro, com músicas do próprio Dotcom. O lançamento oficial do serviço completo deve acontecer apenas alguns meses depois, ainda sem data definida. Sabe-se que ele deverá ter alternativas pagas para quem prefere não ter que lidar com nenhum dos problemas listados acima.

Via Engadget 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!