Videomonitoramento digital avança na região Sul

30/06/2014 09:29

Em sete anos, 350 companhias passaram a vender câmeras de segurança.

Nos últimos sete anos, 350 empresas da região Sul do Brasil passaram a comercializar câmeras de segurança da Axis Communications, criadora da câmera IP. O interesse ratifica uma tendência global rumo à digitalização dos sistemas de videomonitoramento, em substituição às câmeras analógicas.

As 350 companhias que passaram a oferecer as câmeras de segurança no Sul do Brasil são, geralmente, integradoras e instaladoras de produtos de segurança eletrônica que vendiam câmeras analógicas e passaram a oferecer soluções de videomonitoramento digital, ou que atuavam apenas no segmento de redes e expandiram sua atuação.

Soluções de videomonitoramento otimizam serviços do agronegócio

De acordo com a IHS Research, empresa global de pesquisa e análise, as câmeras digitais vão ser responsáveis por mais de 50% das câmeras de monitoramento instaladas em todo o mundo ainda este ano. Por isso, o mercado de segurança tem buscado se atualizar para explorar novas oportunidades.

Uma das pioneiras nessa área foi a Redisul, do Paraná, que atuava exclusivamente na área de redes e telecomunicações. Em 2008, a empresa tornou-se parceira da Axis e passou a oferecer, além de redes, soluções de segurança eletrônica como uma extensão de seu portfolio. Hoje, os projetos de videomonitoramento IP já representam um faturamento igual ao de redes.

“O que estamos observando neste momento na região Sul é o resultado de uma aceleração ocorrida a partir de 2011. Até 2010, apenas três empresas a cada dois meses passavam a revender câmeras Axis. Isso dava uma média de 18 empresas por ano”, afirma Alessandra Faria, diretora da Axis para a América do Sul. “A partir de 2011, a média passou a ser de 85 empresas por ano, acelerando o processo de migração nos três estados”.

Para levar conhecimento a empresas interessadas em explorar o mercado de videomonitoramento IP, a Axis oferece treinamentos técnicos com duração de 3 dias sobre fundamentos do vídeo em rede.

 

Fonte:ipnews


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!