Volume de transações no MercadoLivre chega a US$ 7,3 bilhões em 2013

28/02/2014 18:37

Com aumento de 26%, receita líquida atinge US$ 472,6 milhões no ano.

O MercadoLivre atingiu receita líquida de US$ 472,6 milhões no ano de 2013, crescimento de 26%, e o volume financeiro de transações na plataforma online chegou a US$ 7,3 bilhões, um aumento de 28% em comparação ao ano anterior.

MercadoLivre abre espaço para oferta de produtos internacionais

Durante o ano, o volume de transações na plataforma móvel cresceu, e 12% do total em dinheiro foi por smartphones. Os negócios do envios, lançado em janeiro de 2013, somou 1 milhão de encomendas, e o ‘Commerce Fund’, que destina US$ 10 milhões para apoiar start-ups que usam a plataforma do MercadoLivre por APIs também foi destaque no ano.

No mês de dezembro, por causa das vendas de Natal, a receita líquida chegou a US$ 134,6 milhões no trimestre, crescimento de 49,7% (no comparativo anual) em reais, e em dólares de 29,8%. O volume financeiro de transações pela plataforma somou US$ 2,1 bilhões no trimestre, 29,9% mais que o mesmo período do ano passado. Foram comercializados 22,8 milhões de itens, crescimento de 20,1% em relação a 2012.

O número de usuários da plataforma MercadoLivre chegou a 99,5 milhões nos treze países onde a empresa opera (Argentina, Brasil, México, Uruguai, Colômbia, Venezuela, Chile, Equador, Peru, Costa Rica, República Dominicana, Panamá e Portugal), contra 85,1 milhões em 2013 - crescimento de 22,1%.

"O ano de 2013 foi um ano excelente para a empresa, trabalhamos continuamente em melhorar a experiência de compra e venda dos nossos milhões de usuários e desenvolvemos mudanças substanciais na plataforma, especialmente em MercadoEnvios e MercadoPago", diz Marcos Galperin, presidente e CEO do MercadoLibre.

Para 2014, a companhia afirma que terá desafios ‘agressivos’, principalmente na América Latina. "Estamos confiantes que vamos continuar crescendo em 2014. Será um ano que, entre outros objetivos, continuaremos o trabalho focado em atrair grandes marcas e varejistas", completa Galperin.

 

Fonte:ipnews


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!